Conheça os dois novos conselheiros do Instituto Sol

Postado em:
5/10/23

No mês de setembro, tomaram posse do Conselho Deliberativo do Instituto Sol os novos membros Flavio Aidar e Marina Brito Gonçalves. Flavio atuou por mais de vinte anos no mercado financeiro, e posteriormente na liderança de empresas nos setores industriais e de infraestrutura. Marina, diretora da Vinícula Guaspari, é administradora de empresas com mais de vinte anos de experiência em desenvolvimento de projetos.

A conselheira Rosana Saigh bateu um papo rápido com eles. Acompanhe:


Qual a relação de vocês com o terceiro setor?

Marina: O terceiro setor é uma das áreas que mais me motiva e impacta. Desde 2004 apoio diversos projetos direta e indiretamente.
Os temas da primeira infância, educação e crianças em situação de vulnerabilidade sempre me foram caros em virtude de seu grande potencial de mudança e transformação.

Flavio: No começo da minha carreira, meu envolvimento era muito distante.
Mais recentemente, há uns 10 anos, comecei a ser mais ativo, apoiando também com tempo, ação e  trabalho, era uma coisa que já fazia parte do meu dia a dia.
Aí veio o convite para instituto Sol, que eu achei fantástico.



Por que o Instituto Sol?

Marina: Meu primeiro contato mais direto com o Sol foi em um evento do Instituto em que pude ouvir o relato de 3 jovens que tiveram suas vidas transformadas pela atuação do Instituto e aquilo me tocou profundamente.
Além da completa mudança de perspectiva e trajetória de vida para o jovem Sol, fiquei encantada com o potencial transformador e reverberador que esses exemplos de perseverança, dedicação e resiliência causam nas famílias, escolas (tanto as de origem como as que recebem os jovens no Ensino Médio) e entorno como um todo.

Flavio: Eu já conhecia o Sol há uns 5 anos. Eu acompanhava a evolução do Sol através dos conselheiros e das newsletters, que eu sempre recebi, e foram me chamando a atenção. Além do propósito maior, que eu me identifico muito, a forma que eu vi o Instituto ser administrado, gerido, e como comunicava, me atraíram.
Acho que o terceiro setor vai ser cada vez melhor quanto mais profissional e empresarial ele for, e o Sol sempre me transmitiu isso, me identifiquei muito desde sempre.



Onde você acha que mais poderá contribuir?

Marina: Acredito que possa contribuir na política de escalabilidade e perenidade  do Instituto, na realização de novas parcerias e na divulgação do trabalho, a fim contribuir para a ampliação do número de jovens de baixa renda cujas vidas e famílias serão transformadas por meio do acesso à educação de qualidade.

Flavio: Com uma visão mais empresarial da atividade, tentando trazer um pouco da minha experiência para a gestão, processos, governança, crescimento, planejamento... são áreas que eu gosto e acho que vão encaixar bem com o momento em que instituto está.

Confira os integrantes que compõe o Conselho do Sol clicando aqui.

.

Artigos relacionados

Dicas para estudar para o Enem!

Estudar para o vestibular pode ser um desafio, mas com a abordagem certa, você pode se preparar de maneira eficaz. Confira aqui algumas dicas!

Ler artigo completo →

Cursinho Preparatório tem início com 150 aprovados, 115% a mais que no ano passado

Programa busca conectar jovens estudantes da rede pública a melhores oportunidades de educação no ensino médio. Confira os registros e os números do Processo Seletivo!

Ler artigo completo →

O poder da educação de qualidade para promover transformações sociais

Uma reflexão sobre a importância do acesso a uma educação transformadora para a formação dos protagonistas do futuro

Ler artigo completo →